Aconteceu nessa noite de domingo, dia 29/01 às 22h00, transmitido aqui no Brasil pela TV aberta no canal da BAND, e pela TNT, canais pagos. Com um TOP 03 bastante interessante entre Miss Colômbia, Haiti e Miss França, a nova Miss Universo foi coroada e a moça, Iris Mittenaere de 24 anos, é Francesa. Desta vez não tivemos nenhuma surpresa, nenhuma vice que virou Miss e nenhuma Miss que se tornou vice. O evento de gala foi realizado em Manila, nas Filipinas, onde o título de Pia Wurtzbach, a vencedora da edição de 2015, foi passado pra frente.

Miss-universe-is-france

Bom ou ruim, a Miss França foi coroada Miss Universo nessa noite de domingo. Seu nome é Iris Mittenaere de 24 anos, nasceu em Lille, Norte da França, tem 173cm e é dentista. Muitos estão dizendo que ela carrega grande honra e peso, e acredito que ela também percebe isso, pois é francesa e a segunda Miss Universo na história do seu país, coisa que não acontecia desde 1953. Não sendo pouco, a moça também sente orgulho por estar levando essa coroa representando a Europa, que não tinha uma Miss Universo desde a norueguesa Mona Grudt em 1990.

miss-brasil-2016

Infelizmente a nossa magnifica, maravilhosa e super bem preparada de acordo com especialistas, Raissa Santana, Miss Brasil 2016 não passou do clássico desfile dos trajes de banho, coisa que tem se repetido nos últimos anos entre nossas misses brasileiras. Raissa desfilou bem, teve uma apresentação brilhante, um corpo em plena forma, além de ser extremamente linda. É como estão dizendo, não foi a Raissa que perdeu no Miss Universo, o Miss Universo que perdeu a nossa Raissa.

Acompanhei tudo do começo ao fim e confesso não ter gostado de alguns dos resultados que foram surgindo a cada TOP anunciado.

Vamos aos resultados:

top-13-miss-universe-2016
TOP 13
1. Mary Esther Were – Miss Quênia
2. Kezia Roslin Cikita Warouw – Indonésia
3. Deshauna Barber – Miss EUA
4. Kristal Silva – Miss México
5. Valeria Piazza – Miss Peru
6. Keity Drennan Mendieta – Miss Panamá
7. Andrea Tovar – Miss Colômbia
8. Maxine Medina – Miss Filipinas
9. Siera Bearchell – Miss Canadá
10. Raissa Santana – Miss Brasil
11. Iris Mittenaere – Miss França
12. Raquel Pélissier – Miss Haiti
13. Chalita Suansane – Miss Tailândia

Após a primeira classificação foi dado o início do desfile de biquíni, o típico desfile com trajes de banho, onde é analisado toda a boa forma das candidatas de acordo com os padrões da competição... Ou pelo menos era pra ser.

top-09-miss-universe-2016
TOP09
1. Deshauna Barber – Miss EUA
2. Chalita Suansane – Miss Tailândia
3. Iris Mittenaere – Miss França
4. Kristal Silva – Miss México
5. Mary Esther Were – Miss Quênia
6. Andrea Tovar – Miss Colômbia
7. Siera Bearchell – Miss Canadá
8. Raquel Pélissier – Miss Haiti
9. Maxine Medina – Miss Filipinas

Classificar a Miss México e deixar a nossa brasileira de fora é dizer que o bumbum caído é um novo padrão de beleza. Além disso, para os padrões do concurso a Miss Canadá estava bastante fora de forma, mas honestamente? Eu AMEI o fato dela ter ido tão longe, só pra calar a boca de certos apresentadores um tanto quanto desrespeitosos... Foi a minha torcida depois que a brasileira foi tirada da competição.

top-06-miss-universo-2016

TOP06

1. Iris Mittenaere – Miss França
2. Mary Esther Were – Miss Quênia
3. Andrea Tovar – Miss Colômbia
4. Maxine Medina – Miss Filipinas
5. Chalita Suansane – Miss Tailândia
6. Raquel Pélissier – Miss Haiti

Nessa altura do campeonato já não tinha muito para quem torcer, estava bastante desanimada, porém minha torcida foi toda para a Miss Tailândia que em matéria de corpo, CHOREI NO DESEJO! Além de que, a moça tava sendo bastante votada como uma das favoritas da internet. A mais votada inclusive. Até agora não entendi o porquê de não ter ido para o TOP 03. Miss Colômbia também me chamou atenção pela sua cor e beleza, mas não dá pra torcer pelo país que tá no TOP 03 desde 2014, né.

top-03-miss-universe-2016
TOP03
1. Andrea Tovar – Miss Colômbia
2. Iris Mittenaere – Miss França
3. Raquel Pélissier – Miss Haiti

Tá, quando o resultado foi esse não soube nem pra onde ir. Só esperei o resultado final pra tirar alguma foto.

No final tivemos Colômbia em terceiro, Haiti em segundo e França em primeiro, levando a coroa para a Europa e para o seu país de origem, além de claro vários prêmios de luxo e sucesso. Prêmio em dinheiro no valor de US$ 250 mil, aluguel de um apartamento de luxo em New York durante o prazo de um ano ou até durar seu reinado, com TODAS as despesas pagas, incluindo roupas e alimentação. Um salário dito como considerável, mas sem valor divulgado. Se tornará membro da New York Film Academy of Visual Performing Arts, por um ano. Um ano de produtos para cabelos da CHI e sapatos da grife chinesa Laundry Shoes. Acesso livre na academia Gravity Fitness para manter a forma. Uma coroa de diamantes de 120 mil dólares – que nós sabemos que não é exatamente assim –, ensaios com o fotógrafo Fadi Berisha, responsável pelas fotos do Miss Universo e um guarda-roupa novinho em folha, completo de grifes que também não foram divulgadas. Além de presença VIP em diversos eventos. É mole ou quer mais?

Minha opinião pessoal sobre a francesa ser a Miss Universo 2016... Bom, eu realmente não tenho nenhuma. Em momento algum foi minha favorita, na verdade pouco bonita achei comparada a tantas outras. Não que ela seja feia, de jeito nenhum! Mas... Esse tipo de concurso perdeu a sua real essência há muito tempo. As escolhas não passam de um perfil que os patrocinadores procuram para aquele ano de divulgação das suas marcas, aí a garota “certa” vai aparecendo aos poucos de acordo com as que foram selecionadas em cada país. É como eu sei que funciona, fora alguns detalhes... Mas quem sou eu, né pra dizer esse tipo de coisa. Sou apenas a garota que assistiu o concurso pela TV da sala.

MISS-UNIVERSE-2016-2